Um galego no Império Pequeno

Além da linha inimiga

May 19th, 2006 at 12:13 pm

Montenegro decide o seu futuro este Domingo

in: Opiniom

A república de Montenegro convocou um referendo para o vindeiro 21 de Maio do que dependerá continuar baixo a jurisprudência do recém criado estado de Sérvia-Montenegro ou o poder constituir-se em estado próprio. A desintegraçom da antiga Iugoslávia ainda nom rematou e disso dam boa conta os territórios como o que nos ocupa, num intento de procurarem a sua identidade como povo e garantí-la coa dotaçom dum estado.
Montenegro independent
Montenegro é umha república situada na península dos Balcans. Limita com Albánia, Sérvia, a regiom sérvia de Cosova, Bosnia-Hercegovina e cumha parte de Croácia. Cuns 650.000 habitantes, maiormente montenegrinos, mas tamém sérvios, albaneses e bosníacos, entre outros. A cidade mais povoada é Podgóritsa, a capital. Em dous dias os eleitores atoparam-se coa pergunta: Deseja que a república de Montenegro seja um estado independente com plena legitimidade conforme o Dereito Internacional? Seja qual seja o resultado, quando menos ham poder decidir o seu futuro e sobre ele.

A posibilidade desta consulta já aparece no texto constitucional de Sérvia Montenegro umha vez pasados três anos da constituiçom do Estado, circunstáncia que se da neste caso ao ser a data de criaçom no 2003. Perto de 480.000 eleitores estam chamados a votar num procedimento que se terá em conta se a participaçom supera o 50 por cento, segundo. Para que o si se considere válido, deveram votar, como pouco, o 55 por cento dos montenegrinos. Hoje remata tamém a campanha, a 48 horas de que se celebre o referendo.

Segundo Vilaweb, votaria o 87% da povoaçom, que outorgaria a vitória cumha margem escassa aos que prefirem a independência de Sérvia, um 56,3% dos votos, contra os que prefirem a situaçom actual unidos a Sérvia, o que suporia um 43,7% dos sufrágios. Este estudo confirma a vontade, ainda que tímida, de começar umha nova etapa com decissom própria. No que respecta aos líderes políticos, o governo montenegrino e o primeiro ministro, Milo Djukanovic, som favoráveis á independência, igual que o presidente da república, Filip Vujanovic. Mália ter o governo a favor, nom é assi o caso da oposiçom, co que a opiniom em torno a constituírem-se ou nom como estado vai estar bastante igualada.

-

Comments are closed.