Um galego no Império Pequeno

Além da linha inimiga

August 30th, 2006 at 11:21 am

Um CD para a todos dominar

Há pouco um dos meus amigos, um génio dos computadores, fizo-me umha visita. Mentres falabamos comentei-lhe que instalara o Windows no meu PC e que estava muito contente com este sistema operativo. Tamém lhe mostrei o CD do Windows e para surpresa minha, quitoumo, meteu-no no forno microondas e prendeu-no . Assustei-me muito, porque o CD transformara-se num tesouro para mim, mas dixo-me tranquilamente:

-Nom te preocupes, nom lhe há passar nada.

Após uns minutos sacou o CD e dou-mo dizendo:

– Mírao de perto.

Surpreendentemente o CD estava frio e era mais pesado que antes.

Ao princípio nom vim nada, mas depois vim na ourela do olho umha inscriçom; a inscriçom mais fina que na minha vida vira. A inscriçom brilhava penetrantemente, mas á vez moi remota, coma se vira dumha grande profundidade:

56E20532E4F2E207061726120676F6265726E61726C6F73206
120746F646F732C20756E20532E4F
2E207061726120656E636F6E747261726C6F732C20756E2053
2E4F2E207061726120617472616572
6C6F73206120746F646F73207920656E206C61732074696E69
65626C617320617461726C6F732E

– Nom podo ler as letras ígneas- digem.

– Nom – respostou – Mas eu si. As letras soM dígitos hexadecimales, de umha antiga escritura. É a língua de Microsoft, que nom pronunciarei aqui. Mas em galego comúm isto é que di:

Um sistema operativo para a todos governar,
Um sistema operativo para encontrá-los,
Um sistema operativo para a todos trazer
e na escuridade aprisioná-los

-

Comments are closed.