Um galego no Império Pequeno

Além da linha inimiga

March 29th, 2007 at 1:15 pm

Silêncio escandaloso

in: Opiniom

Parece um filme desordenado, com fotogramas de diversas partes da trama a saltar aleatoriamente à tela. Assaltos às cercas de Ceuta e Melilha, tentativa de atentado islamista em Austrália… e agora revolta juvenil na França. Mire-se como se mire, ordenem-se como se ordenem os fotogramas, o que está claro é que as chaves do nosso tempo oponhem às sociedades de consumo ocidentais com as identidades do resto do mundo, especialmente a muçulmana. Pessoalmente nom me parece raro: se reparamos na situaçom global, resulta que o resto dos povos estám a trabalhar para nós, mentres Ocidente acapara todos os gelados e todos os DVD. Às vezes desde os seus países, e entom as empresas europeias e ianques instalam-se em Paquistám e empregam a sua mao de obra e recursos naturais, quase grátis. Às vezes nom se pode exportar a produçom, porque as casas há que construi-las cá, e para limpá-las compre estar dentro, entom som eles que venhem e viram “imigrantes”. Seja como for, o trabalho vai sendo a cada mais cousa de estrangeiros, mentres os europeus nos dedicamos, sei lá, a empresas de marketing ou à funçom pública ou a dirigir empresas. A isso, e a comer gelados, comprar DVD e fazer turismo por esses países encantadores onde vivem os que fabricam a parte boa do mundo. Nom é raro que queimem carros, que queimem todo o que podam.

Um psiquiatra irlandês que trabalhava em USA sostinha que nom havia doença num preto que se sumasse às revoltas de Los Ángeles, muito semelhantes às francesas, por certo. Mas o preto que nom saía à rua a queimar cousas, esse, dizia à polícia, traiam-mo porque sim tem problemas psicológicos graves.

A fim de contas, o estranho é nom reagir quando se é agredido. Ou, como dizia Luther King, “Quando reflitamos sobre o nosso século XX, nom nos parecerám o mais grave as malfeitorias dos malvados, senom o escandoloso silêncio das boas pessoas”. Nom sei se existe umha teoria social e um programa político perfeito para o mundo actual. Mas sim sei que, com ele ou sem ele, o silêncio é escandaloso e a acçom, cerebral ou com as entranhas, de massas ou solitária, segue a ser inexcusável para as boas pessoas.

Ugio Caamanho.
Sexta feira, 11 de Novembro de 2005

-
4
  • promotingblogs.com
    2:27 pm on March 29th, 2007 1

    Silêncio escandaloso…

    Mire-se como se mire, ordenem-se como se ordenem os fotogramas, o que está claro é que as chaves do nosso tempo oponhem às sociedades de consumo ocidentais com as identidades do resto do mundo, especialmente a muçulmana. Pessoalmente nom me parece …

  • xurxocimadevila
    9:38 pm on March 29th, 2007 2

    O gram ugio caamanho, tudo um saibo.. magoa que nom poida estarem fora porque ele si que tem capacidade suficiente para trabalharem polo pais e nom como outros porcos que tenhem o cu o quente no sofá. Mas ele tem cada día mais autoridade moral que os outros, que todos eses que matam co seu silenço, porque ele ensinou e sofre nas garras do leviatham.
    UGIO, GIANA LIBERDADE!!!

  • choutos
    10:07 am on March 30th, 2007 3

    Concordo contigo Xurxo, gostei muito de ler os escritos da Giana contando-nos como é a vida na cadeia e das reflexões do Ugio.

    Expressões como “prissom preventiva” metem-me cada dia mais medo.

    P.S.: Nom conhecia o teu blogue, bem-vindo ao meu blogroll Xurxo

  • xurxocimadevila
    3:42 pm on March 31st, 2007 4

    As vezes temos que superar o medo para vivir realmente, para sermos o que realmente queremos serem e vivir ademais de esistir. vivimos em tempos preventivos e penso que debemos enfrontarnos a eles… gostei moito de atopar o teu blogue porq estes temas estam como vetados em moitos blogues,na sociedade em geral. ninguem comenta, fai como se nom o pujeras… um saudo tambem e benvido tambem ti o meu blogroll